Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Nasci diamante bruto,volto um dia, mero grão de areia: não vim lapidar-me para a ostentação...

(Edilene Santos-13\9\12)

quarta-feira, 12 de setembro de 2012



A mente daquela criança,
era de tal forma especial
que só sonhava
em tempo integral...

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Em 6 de agosto de 1945,Hiroshima foi cruelmente bombardeada.
Muitas pessoas estavam dormindo...
E nós?
Estamos acordados?

(Edilene Santos-6\8\2012)

terça-feira, 10 de julho de 2012


Inequações do amor

Eu te amo tanto e infinitamente
Tanto quanto me seja possível
Amar passado futuro e presente
No quântico elixir presumível
Da exatidão de cada semente...

Eu te amo tão significativamente
Quanto o princípio e o fim plausível
Do rastro luminoso da estrela cadente.

Eu te amo tonto e tão cegamente
Quanto o raio do sol nascente
Nos olhos do espírito inaudível
Clamando a aurora incandescente.

Eu te amo na simplicidade dos olhos
No complexo emaranhado da mente
Eu te amo no jogo das palavras
Nas mãos trêmulas e indolentes...

Eu te amo tanto e sei tão claramente
Tanto quanto me seja permitido
Que por mais que eu tenha vivido
Nunca se esgotará totalmente...

Edilene Santos

(SP 09 de julho de 2012)


quinta-feira, 21 de junho de 2012


FACEBOOK IS ON THE TABLE


De repente não mais que de repente...

Fez-se o FACE, feito um verso de repente
Fez-se busca,fez-se samba,fez-se gente
Fez-se briga, discussão e combatente
Fez-se som e fez-se foto e fez semente.

De repente não mais que de repente...

Fez-se o FACE feito um verso de repente
Fez fumaça, fez-se sombra e fez dormente
Fez-se a face do famoso e do inclemente
Fez-se a fossa, a paixão e o doente...

De repente não mais que de repente...

Fez-se o FACE feito um verso de repente
Fez-se o vício, fez-se a festa e o presente.
Fez-se a troça, a denúncia e o prepotente.
Fez-se fofoca, fez-se a glória e o sol nascente.

Nasce assim o que já nascido espera somente
Que se curta, compartilhe e se comente:

Não nasce o FACE do nada
Não nasce o nada do FACE
Nem vem assim tão inocente.

The face is on my mind
É o FACE em minha mente.

Somos parte,somos tudo,somos nada
Desavisados só mais fáceis ferramentas...


(Edilene Santos-21 de junho de 2012)




QUE VENHA O INVERNO...
VISTO UM CASACO ÁCIDO
LANÇO FARPAS
FAÇO FOGUEIRA...
E SÓ QUERO QUEM ME QUEIRA
QUE VENHA O INVERNO
EU SOU TODA ABRAÇO
MEIA QUENTE E LAREIRA...

(Edilene Santos-21/6/2012)


domingo, 10 de junho de 2012

 A SAUDADE É ESSE MAR IMENSO
 QUE AUMENTA MAIS E MAIS À MEDIDA QUE EU PENSO
 E QUE ME DEIXA EM SUSPENSO FEITO UM BARCO NO CAIS...

 A SAUDADE É ESSE SOPRO CONTÍNUO
 DE ONDAS E ONDAS  SUSSURRANDO  AIS...

 DE REVOLTA E CONFLITO
 DE DOR E MARTÍRIO
 DE ALENTO E SUSPIRO
 DE FONTES TERMAIS...

 A SAUDADE É ESSA ANGÚSTIA E DESVELO
 É O DESEJO DE VÊ-LO E DE NÃO QUERER MAIS
 DESVANECENDO-SE EM ESPUMA
 SALGANDO MINHALMA
 SEM GOSTO E SEM PAZ...


 DIZEM QUE O SAL É VIDA,
 MAS O SAL DA PARTIDA
 TEM O DISSABOR DE NUNCA MAIS...


                                            Edilene Santos

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012



Não sou contra a beleza, não sou contra a riqueza, sou contra a vaidade e a ganância humana que financiam a miséria do mundo...

Edilene Santos