sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Primavera

É primavera
Tempo de flores
Num templo de amores
Perdidos e achados
Sempre semeados
Pelo vento que passa
Insistindo em ficar...

Sou feliz como o sol
A flor e a brisa
Que esta estação eterniza
Quando se pode amar...
Guarde ao menos meu perfume
Porque morro de ciúme
Se a primavera passar.

Abra os braços e corra
Sinta a vida e me espere
Que eu chego já
De sorriso novo
E um vestido aberto
Desabrochando em cores
Pra te encantar...

(Edilene Santos-Caçando estrelas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário