terça-feira, 14 de julho de 2009

Campos


Quisera eu saber das estrelas
E dos estranhos segredos humanos
No acalentar da esperança,semear amor.


Quisera eu recolher dos campos
Os girassóis e as ovelhas
E transformar os medos em pântanos
Inundando as sementes da dor.


Quisera eu conhecer os mantos
Que se estendem sobre as coisas inexplicáveis,
E tecem no coração humano a imperfeição.


Mesmo diante da natureza gloriosa
Que uma estrela pra ele plantou,
Mesmo diante do perfume da rosa


Que ciência nenhuma explicou...


(Edilene Santos-Caçando Estrelas)

Um comentário: